Projeto Cata Pata procura interessados em adotar pets

O presidente da Serviço de Limpeza Urbana explica que o SLU não recebe animais para doação, cuida apenas de animais cadastrados na autarquia

0
965

O Projeto Cata Pata surgiu, em outubro de 2023, da necessidade de cuidar dos animais abandonados nos núcleos do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Alguns deles já foram adotados, outros ainda estão em processo de adoção, mas infelizmente o que vem acontecendo é que muitos animais estão sendo abandonados por seus tutores nos núcleos da autarquia.

“Apesar de o SLU cuidar somente da limpeza urbana, nós nos preocupamos com o meio ambiente, incluindo os animais. Abraçamos essa causa, mas não temos condições de cuidar de todos os animais que estão sendo abandonados em nossas unidades”, explica o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira.

Em maio de 2023 foram cadastrados mais de 140 animais, principalmente cachorros, nas principais unidades de operação do SLU. Diante desse cenário, o diretor-presidente do SLU, Silvio Vieira, reuniu uma equipe de servidores para montar um projeto que solucionasse a questão dos animais abandonados na autarquia. Os interessados em acolher um bichinho devem preencher um formulário de adoção para facilitar a comunicação entre o adotante e o SLU. Acesse aqui.

O SLU tem todo o cuidado de realizar adoções responsáveis. Por isso se preocupa com o processo completo: atendimento veterinário, castração e remédios. “Nós valorizamos a adoção responsável. Antes de os animais encontrarem um novo dono, cuidamos deles com muito carinho e amor. Além disso, custeamos a ração e os cuidados diários deles, mas não temos condições de bancar essas despesas para todos os animais que vêm sendo abandonados”, alerta Vieira.

O diretor-presidente do SLU ressalta ainda que quando um animal de estimação é abandonado em um dos núcleos de limpeza da autarquia, o bicho pode acabar comendo lixo, o que pode ser prejudicial para a saúde pública e do próprio animal.

Abandono de animais é crime

De acordo com a Confederação Brasileira de Proteção Animal – 2021, o Distrito Federal possui cerca de 700 mil animais abandonados. No Brasil, o abandono de animais é crime desde 1998, de acordo com a Lei Federal nº 9.605.

Em 2020, com a aprovação da Lei Federal nº 14.064, houve o aumento da pena de maus-tratos com reclusão de dois a cinco anos, multa e proibição da guarda, quando se tratar de cão ou gato.

O abandono é considerado maus-tratos. Ao ser abandonado e não ter as necessidades básicas supridas, o animal fica predisposto a adquirir doenças, inclusive algumas zoonoses.

Caso você presencie o abandono ou maus-tratos de animais, vá a delegacia de polícia mais próxima e faça um boletim de ocorrência com os dados possíveis sobre o crime, como a placa do carro que deixou o pet na rua.

*Com informações do Serviço de Limpeza Urbana

Por Agência Brasília

Foto: Divulgação/SLU / Reprodução Agência Brasília