Decorações de Natal em Brasília encantam moradores e atraem visitantes

Pela cidade, as casas do Papai Noel cativam moradores e turistas com iluminação colorida, presépios e árvores

0
838

Esta época do ano é conhecida pelas decorações, luzes, presépios e velas que encantam a todos. Por conta da beleza e da magia, há pessoas que investem na ornamentação de suas residências, e as transformam em verdadeiras casas do Papai Noel. 

Há 22 anos, em Taguatinga, uma casa na QNM 40, na M Norte, virou atração turística na época de Natal. Antônio Eustáquio da Silva, de 66 anos, conhecido como Toninho, decora a fachada e todos os cômodos, até mesmo o banheiro.

Toninho começou a tradição na infância, em Belo Horizonte, quando ajudava a mãe com as ornamentações natalinas. “Minha mãe fazia aniversário em 24 de dezembro e era nossa obrigação arrumar a casa e reunir a família para cear com ela. Quando vim para Brasília, sentia saudade e comecei a fazer a minha decoração”, conta.

Durante os meses de novembro e dezembro, diariamente, ele leva 40 minutos para ligar todas as iluminações e abrir a casa para visitação, entre 20h e 22h. “Recebo, em média, de 100 a 150 pessoas por dia. Todo ano, também vem uma creche de crianças carentes do Sol Nascente e com o carro dos bombeiros entregamos presentes para elas. O diferencial desse ano foi abrir as portas para uma ONG de crianças autistas”, conta com alegria.

A cada Natal, Toninho renova a decoração. “Busco mais tonalidades de tecido, vou nas lojas ver o que tem de novidade”, diz.

Moradores de outros estados também prestigiam a atração. “Tem pessoas que vêm passar o Natal com a família e aproveitam para conhecer a casa do Papai Noel da M Norte. Isso é muito gratificante, porque a gente escuta várias histórias e conhece muita gente”, relata. Como de costume, ele vai desmontar a ornamentação no Dia de Reis, em 6 de janeiro.

Luzes de natal

No Cruzeiro Velho, o produtor cultural Andreone Pellinsky, 43, enfeita a garagem de sua residência há 26 anos e calcula que já investiu mais de R$ 100 mil nesse período. São dois presépios com bonecos de um metro, cascatas, centenas de pisca-piscas, Papais Noéis e músicas de Natal. Os visitantes avistam a decoração a quilômetros de distância.

O projeto começou por conta da ONG que Andreone tem orgulho de estar à frente. O Grupo Pellinsky ajuda crianças e adolescentes em vulnerabilidade e vislumbrou na decoração de Natal a oportunidade de levar alegria e magia a eles. “Comecei a fazer isso como uma brincadeira, mas foi crescendo e todo ano que passa aumento o espaço, que vai ficando pequeno. Agora, estou expandindo para o segundo andar da casa”, explica. “Foi o sorriso das crianças que me motivou a fazer todo esse trabalho”, destaca.

Este ano, a inauguração foi em 17 de novembro e ele estima que mais de mil pessoas passaram pelo local. “Vem cerca de 100 pessoas todos os dias. Já vieram até de Minas Gerais para conhecer e fazer fotos”, celebra. Andreone relata que nas sextas-feiras, sábados e domingos senta em frente à garagem para receber os visitantes, porque são os dias de maior movimento. “Os idosos vêm e choram lembrando do passado, tem gente que senta e pede para ficar admirando e pensando”, detalha.

Para o futuro, o produtor almeja colocar árvores de Natal maiores, aumentar o presépio, colocar mais bonecos que se mexam e terminar a expansão para o segundo andar da residência. “Aprendi isso com meu pai, porque ele também fazia. Fora do período natalino, monto a decoração junina nesse espaço”, assinala. “E é sempre diferenciado, nunca um ano é igual ao outro”, completa.

Há quem o questione sobre o que ele ganha decorando e abrindo a casa para estranhos, mas Andreone não se importa com esses comentários. “Nem tudo é sobre dinheiro, isso aqui é uma coisa que eu faço e não tem retorno, faço para os olhos, para satisfação das pessoas. É um investimento que traz o retorno da alegria e do sorriso que a galera entrega ao ver a decoração”, comemora.

Tradição

No Setor Militar Urbano, a casa do Papai Noel da Poupex é tradição há 13 anos. Desta vez, o espaço fica aberto até 5 de janeiro. A atração é para todas as idades e pode ser visitada das 8h às 22h, sendo que aos sábados e domingos tem a presença do Papai Noel, das 16h às 20h. Este ano, os organizadores querem bater o recorde de 2022, quando 14,8 mil pessoas foram ao local.

A decoração é inspirada no tema do balé O Quebra-Nozes. A casa conta com sala, quarto, banheiro e varanda. Os visitantes também podem conferir um presépio em tamanho real, uma árvore de Natal de 10 metros em Led e uma ornamentação iluminada por 80 mil lâmpadas.

Por Mariana Saraiva do Correio Braziliense

Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press / Reprodução Correio Braziliense