Ouvidoria da Educação promove 1º encontro anual

Evento realizado nesta quinta-feira (7) promoveu palestras e oficinas para alinhar as ações que serão desenvolvidas em 2024

0
1068

O 1º Encontro Anual da Ouvidoria da Secretaria de Educação do Distrito Federal de 2024 aconteceu nesta quinta-feira (7) no Espaço Cultural Professora Neusa França da SEEDF, no Shopping ID. O evento visa alinhar as ações que serão desenvolvidas ao longo do ano por meio de palestras e oficinas.

O encontro, que teve como abertura uma apresentação de professores da Escola de Música de Brasília (EMB), contou com uma programação com oficinas de atendimento humanizado e palestras sobre a atuação em ouvidorias. A abertura contou com a presença da secretária de Educação, Hélvia Paranaguá; da ouvidora-geral do DF, Cecília Fonseca; da ouvidora da SEEDF, Evelyne Queiroz, e de servidores das mais diferentes áreas da secretaria.

Para a secretária de Educação do DF, o trabalho do servidor público melhorou com o início das atividades das realizadas pelas ouvidorias. “São profissionais de extrema importância na Educação e no GDF, pois são eles que estão cotidianamente na escuta da sociedade, para ouvir uma reclamação ou um elogio”, ressaltou.

Ao promover o diálogo entre os diversos atores envolvidos na educação, o evento contribui para identificar desafios, buscar soluções e fortalecer os laços de cooperação entre a comunidade escolar e as instituições responsáveis pela gestão educacional.

“Desde que as ouvidorias começaram a existir, a gente melhorou muito como servidor público. Por isso, quero agradecer pelo empenho de cada um aqui presente, e que em 2024 possamos contribuir ainda mais”, completou.

Transparência

O 1º Encontro Anual da Ouvidoria da Secretaria de Educação de 2024 representa um importante passo rumo à construção de um sistema educacional transparente e participativo.

“O evento propõe momentos de enriquecimento para a continuidade do atendimento ao cidadão e da busca pela melhoria da gestão da rede de ouvidorias. O objetivo é cooperar com o desempenho na construção de serviços públicos de excelência”, ressaltou a ouvidora da SEEDF, Evelyne Queiroz.

Música barroca

A abertura do evento foi marcada por música barroca apresentada pelos professores e instrumentistas da Escola de Música de Brasília (EMB) Carla Dias e Diogo Queiroz, que trouxeram repertório dos séculos XVII e XVII, da Renascença e da Idade Média.

“Trouxemos o repertório que a gente mais aborda durante os nossos estudos. Então, o que a gente trouxe aqui foi um duo com teorba, instrumento de cordas criado na Itália no final do século XVI, e flauta doce. São repertórios do período barroco, compositores do final do século XVII e início do século XVII. É muito prazeroso poder disseminar essa cultura, e estamos felizes pelo convite”, conclui Carla Dias.

*Com informações da SEEDF

Por Agência Brasília

Foto: André Amendoeira/SEEDF / Reprodução Agência Brasília