Restaurante Comunitário do Varjão servirá 2,4 mil refeições por dia

Investimento do GDF é de mais de R$ 6,6 milhões na construção do novo espaço de alimentação, que vai oferecer café da manhã, almoço e jantar a R$ 2

0
396

Cerca de 40 funcionários trabalham de segunda a sábado para dar celeridade à entrega de mais um Restaurante Comunitário para a população do Distrito Federal. Em poucos meses, os moradores do Varjão terão café da manhã, almoço e jantar ao custo total de R$ 2, de domingo a domingo. Para a construção do novo restaurante, o Governo do Distrito Federal (GDF) investe R$ 6.637.391,63.

Com aproximadamente 70 empregos gerados, o prédio está sendo erguido na Quadra 8 da cidade, em um terreno de 5.339 m². Por lá, serão servidas cerca de 2,4 mil refeições por dia para atender aos mais de 9 mil moradores da região administrativa e a quem frequenta a região. As equipes trabalham, atualmente, nos serviços de acabamento, cobertura e instalação de esquadrias metálicas e cobertura do espaço. A previsão é que o equipamento público seja entregue no segundo semestre deste ano.

Refeições saudáveis

“A construção de mais um Restaurante Comunitário reforça o compromisso com a política de segurança alimentar e nutricional no DF”, afirma a secretária de Desenvolvimento Social, Ana Paula Marra. “Queremos assegurar que todos, sobretudo a população vulnerável, tenham acesso a refeições saudáveis e balanceadas, contribuindo para uma comunidade mais forte e com saúde.”

As obras são coordenadas e fiscalizadas pela equipe de engenharia da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). “A obra está em um ritmo esperado”, garante o engenheiro Luiz Rogério Gonçalves, da Novacap. “Eu venho aqui fiscalizar duas vezes para verificar a execução das equipes, se estão cumprindo as especificações, cronograma e prazos”.

Expectativa

Quem mora nos arredores de onde a construção está sendo erguida anda curioso para ver o andamento das obras por trás do tapume que cerca o espaço. “Eu não vejo a hora de finalizar logo tudo e inaugurar”, diz o estudante Felipe Alves, 33. “Aqui era um terreno muito feio, com invasões. Agora, é um equipamento público que vai ajudar muitos moradores do Varjão, principalmente aqueles que não conseguem fazer as principais refeições do dia.”

A operadora de atendimento Nayara da Silva Evangelista, 21, já garantiu que será uma usuária assídua quando o restaurante for entregue. “Tem dias em que a gente não quer cozinhar a nossa própria comida”, conta. “Nesses casos, eu vou correr para cá para comer algo diferente, balanceado e a um preço acessível. Vai ser ótimo quando estiver em funcionamento”.

Para conhecer todos os 16 restaurantes comunitários distribuídos pelo DF e os horários de funcionamento, acesse o site da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes-DF).

Por Thaís Miranda da Agência Brasília 

Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília