QualificaDF Móvel termina o ano com cerca de 5 mil pessoas formadas

Neste ano, a iniciativa passou por 15 regiões administrativas

0
805

Ampliação do acesso à qualificação profissional. Incentivo à geração de emprego e renda. Eis os principais objetivos do programa QualificaDF Móvel, projeto itinerante coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Distrito Federal (Sedet-DF) desde 2021. Neste ano, a iniciativa passou por 15 regiões administrativas levando certificação para cerca de cinco mil pessoas entre 16 e 70 anos.

O programa chega aos alunos por meio de quatro carretas/salas de aula. Cada uma oferece 220 vagas, sendo 110 no período matutino e 110 no período noturno, para cursos com carga horária total de 80 horas/aula. As formações são escolhidas conforme o perfil da cidade que será atendida e com base na demanda do mercado de trabalho.

Algumas das profissões abordadas neste ano foram atendente de call center, auxiliar de recursos humanos, design gráfico, atendente de farmácia, auxiliar de contabilidade, montagem e manutenção de computadores, auxiliar administrativo, atendente de pet shop e mais. As carretas estiveram neste ano em Planaltina, Samambaia, Recanto das Emas, Riacho Fundo e Riacho Fundo II, Paranoá, Ceilândia, Sobradinho e Sobradinho II, Sol Nascente, Brazlândia, Santa Maria, São Sebastião, Gama e Taguatinga.

Nas últimas duas formaturas do programa, 1.313 alunos receberam o certificado de conclusão. Em setembro, 433 participantes concluíram a formação realizada em Santa Maria, Gama, Colônia Agrícola 26 de Setembro e São Sebastião. Já em agosto, 880 alunos comemoraram a finalização do ciclo ocorrido em Santa Maria, Brazlândia, São Sebastião e Ceilândia.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Thales Mendes, afirma que o projeto permite que pessoas sem condições de deslocamento, seja por motivos financeiros ou familiares, tenham acesso à profissionalização. “O QualificaDF Móvel leva qualificação até o cidadão, onde muitos sequer têm disponibilidade para sair de sua cidade. Para uma mãe de família, por exemplo, ter um curso de qualificação na porta de sua casa faz toda a diferença”, avalia.

O gestor celebra os números alcançados em 2023. “Terminamos o ano qualificando e vamos começar o próximo ano fazendo o mesmo. Foram mais de 45 mil pessoas que receberam formação profissional em 2023 e que alcançaram a empregabilidade que o mercado exige. Atingir essa meta só reforçou e reafirmou os nossos propósitos de capacitação profissional, geração de renda e combate ao desemprego”, ressalta o titular da pasta.

Participe!

As inscrições para a terceira etapa do 2º Ciclo do QualificaDF Móvel estão abertas. O prazo para participação começou no último dia 21 e segue até 22 de janeiro do próximo ano. São 880 vagas distribuídas em Ceilândia, Sobradinho II, São Sebastião e Estrutural. Os resultados serão divulgados no site da Sedet no dia 23 de janeiro e os candidatos convocados terão até o dia 29 do mesmo mês para confirmar a matrícula.

A confirmação da matrícula deve ser feita nas agências do trabalhador das cidades que receberão as carretas, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, ou em uma das unidades móveis, das 8h às 12h e das 13h às 17h . É necessário apresentar os documentos comprobatórios originais exigidos em edital – carteira de identidade (RG) ou documento equivalente com foto, CPF, comprovante de residência no DF ou declaração de próprio punho e comprovante de escolaridade (mínimo Ensino Fundamental I completo).

Serão promovidos os cursos de designer de sobrancelhas, maquiagem profissional, administração de serviços hospitalares, auxiliar administrativo, design gráfico, manutenção de aparelhos celulares, operador de microcomputadores (informática básica), auxiliar de recursos humanos, atendente de farmácia e cabeleireiro. As aulas serão no período matutino, das 8h às 12h, e vespertino, das 14h às 18h.

Para participar, é preciso ser pessoa física, brasileira nata ou naturalizada, ou estrangeira em situação regular no país; residir, preferencialmente, nas cidades ou macroterritórios onde as unidades estão instaladas; ter entre 16 e 70 anos; entre outros critérios. Acesse o edital completo.

Por Catarina Loiola da Agência Brasília 

Foto: Renato Alves/Agência Brasília / Reprodução Agência Brasília