Em GO, polícia flagra grupo que engolia droga e celular para entrar na cadeia

O suposto chefe da quadrilha foi encontrado em uma casa no Bairro Jardim Califórnia, em Formosa, nas imediações do Distrito Federal

0
534

A Polícia Civil de Goiás prendeu um homem de 24 anos em Formosa (GO) suspeito de chefiar uma quadrilha que aliciava homens que se deixavam prender com o objetivo de entrar na cadeia com drogas e celulares escondidos no estômago.

A operação Cavalo de Troia foi deflagrada na noite de Natal (25) pelo Grupo de Repressão a Narcóticos. A Polícia Civil confirmou à reportagem que o jovem preso é investigado por supostamente chefiar a quadrilha.

Os suspeitos forjavam assaltos com o objetivo de serem presos pela polícia. Segundo os investigadores, esses homens eram levados para a Casa de Prisão Provisória de Formosa e, lá, entregavam para outros presos os celulares e drogas que engoliam antes da detenção.

O jovem preso chefiava um grupo que cooptava outras pessoas para engolir os celulares e drogas. Esses homens simulariam assaltos com a ajuda de mulheres que se passavam por vítimas e entregavam os celulares para que fossem ingeridos.

Elas mesmas chamavam a polícia e denunciavam o falso crime. Os suspeitos ficavam perto do local da denúncia para facilitar a prisão, ainda segundo os investigadores.

O suposto chefe da quadrilha foi encontrado em uma casa no Bairro Jardim Califórnia, em Formosa, nas imediações do Distrito Federal.

Por Jornal de Brasília

Foto: PM/SE/Arquivo / Reprodução Jornal de Brasília