Processo seletivo de bolsas de estudos para UDF abre inscrições

São 85 vagas voltadas para servidores do GDF e alunos da rede pública; candidatos contemplados terão bolsa integral do ensino superior

0
1055

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou o lançamento do tradicional concurso voltado à seleção para o programa de concessão de bolsas de estudos. Com frequência semestral, a iniciativa abre oportunidades para ocupar vagas no Centro de Ensino Unificado do Distrito Federal (UDF), conforme as especificações do Edital nº 1/2023, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). No total, estão em oferta 85 vagas, direcionadas tanto a servidores do DF quanto ao público externo (sociedade civil).

Instituído em 1968, o programa é resultado da concessão de uso do terreno onde o centro universitário está situado. Atualmente, a administração da comissão do programa de seleção das bolsa é da Escola de Governo (Egov), órgão integrado à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Administração (Seplad).

O edital abrange os 21 cursos oferecidos pelo centro universitário, incluindo graduação em administração, biomedicina, ciência política, ciências biológicas, ciências contábeis, CST em gastronomia, CST em gestão de recursos humanos, CST em gestão financeira, CST em gestão pública, CST em radiologia, direito (bacharelado), educação física (ABI), fisioterapia (bacharelado), fonoaudiologia (bacharelado), história (licenciatura), jornalismo (bacharelado), letras – português e inglês (licenciatura), nutrição (bacharelado), pedagogia (licenciatura), publicidade e propaganda (bacharelado) e relações internacionais (bacharelado).

Seleção

Os candidatos da sociedade civil devem cumprir os seguintes requisitos: ter concluído integralmente o ensino médio em escola da rede pública de ensino do DF, não possuir diploma de curso superior; ter participado da edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2022 com média mínima de 400 pontos nas provas objetivas e na redação e comprovar hipossuficiência financeira. Para esta seleção, considera-se hipossuficiente o candidato cuja renda familiar bruta mensal per capita não ultrapasse um salário mínimo e meio vigente na data de publicação do edital, ou seja, R$ 1.980.

Por sua vez, a seleção dos servidores seguirá critérios específicos, levando em consideração o tempo de serviço, o número de dependentes e a remuneração mensal. Essa abordagem visa reconhecer e valorizar o comprometimento dos servidores com a administração pública, incentivando sua busca por qualificação acadêmica.

“Essa iniciativa fortalece o compromisso do Governo do Distrito Federal com a educação e a formação acadêmica, proporcionando oportunidades de desenvolvimento tanto para os servidores quanto para a sociedade em geral. A concessão de bolsas de estudo é, sem dúvida, um instrumento fundamental para a construção de uma sociedade mais educada, capacitada e equitativa”, afirma a vice-diretora da Egov e presidente da comissão responsável pelo programa de concessão de bolsas de estudos, Raquel Aben-Athar.

Para conferir o edital, fazer a inscrição e obter mais informações sobre o processo seletivo, acesse o site da Egov.

*Com informações da Escola de Governo (Egov)

Por Jornal de Brasília

Foto: Divulgação/UDF / Reprodução Jornal de Brasília