Faixa exclusiva da Epia Sul é desativada para ajustes

DER-DF fará intervenções na via para melhorar o fluxo de veículos em todas as faixas

0
95

A faixa exclusiva destinada ao transporte público coletivo na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia) será desativada a partir desta quarta-feira (9). A decisão conjunta da Secretaria de Transporte e Mobilidade (Semob) e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) tem como objetivo fazer ajustes no projeto. O corredor exclusivo da Epia Sul foi implantado no último dia 24 de outubro. Com extensão de 7,6 km, a faixa vai do entroncamento com a Estrada Parque Dom Bosco (DF-025) ao entroncamento com a Estrada Parque Taguatinga (DF-085).

“Valorizar o transporte coletivo e incentivar a mobilidade sustentável é uma prioridade desta gestão. O que ocorre é que, depois de duas semanas de teste, detectamos a necessidade de realizar algumas intervenções na Epia para que a população possa de fato usufruir dos benefícios de uma faixa exclusiva para ônibus”Fauzi Nacfur Júnior, presidente do DER-DF

Durante o período de teste, a faixa da direita foi dedicada preferencialmente a ônibus, vans e táxis, nos horários de pico – pela manhã, das 5h às 9h, e à tarde e à noite, das 16h às 19h30 – enquanto os demais veículos deveriam trafegar nas faixas do centro e da esquerda da via. Fora desses horários, o trânsito funcionava em seu fluxo normal, em que todos os veículos transitavam em qualquer faixa.

“Valorizar o transporte coletivo e incentivar a mobilidade sustentável é uma prioridade desta gestão. O que ocorre é que, depois de duas semanas de teste, detectamos a necessidade de realizar algumas intervenções na Epia para que a população possa de fato usufruir dos benefícios de uma faixa exclusiva para ônibus”, afirma o presidente do DER-DF, Fauzi Nacfur Júnior.

Ele explica que o período de teste foi adotado justamente para que fosse possível verificar a viabilidade da adoção do corredor exclusivo, nos dois sentidos da via. O DER-DF tem realizado várias intervenções em diversas rodovias distritais para priorizar o transporte coletivo, seja com faixa exclusiva ou com reversão, visando melhorar o fluxo viário.

O GDF conta com mais de 150 km de faixas exclusivas para o transporte público coletivo. O objetivo dos corredores é melhorar a vida da população que depende de ônibus para se deslocar diariamente ao trabalho e à escola. A ideia é dar mais conforto aos usuários dos coletivos, diminuindo o tempo de viagem nos deslocamentos.

*Com informações do Departamento de Estradas de Rodagem do DF

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto

Foto: Reprodução Portal TV Cariri