Acusado de tentativa de feminicídio na frente do enteado é condenado a 18 anos

A tentativa de feminicídio, com uso de faca, ocorreu em abril de 2018, após uma discussão com a mulher por ciúmes

0
107

O Tribunal do Júri de Santa Maria condenou Marcos Robson Pereira a 18 anos e oito meses de prisão, em regime inicial fechado, por tentar matar a companheira. O crime foi cometido na presença do filho da mulher, de nove anos de idade.

A tentativa de feminicídio, com uso de faca, ocorreu em abril de 2018, após uma discussão com a mulher por ciúmes. De acordo com os envolvidos, o casal manteve o relacionamento por aproximadamente cinco anos. 

Segundo o juiz presidente do júri, durante o ataque Marcos atingiu a companheira com múltiplos golpes de faca e violência. Apesar da vítima gritar e pedir socorro para outras pessoas, ele não parou a agressão.

O julgador ainda destacou a péssima conduta social de Marcos. “Merece consideração que o relacionamento do condenado com a vítima caracterizava-se por um longo ciclo de violência, em que se repetiam os episódios de comportamento abusivo por parte dele, e de incapacidade de quebra do vínculo emocional por parte dela.”

No julgamento, foi entendido que toda a família da vítima foi afetada pelo relacionamento, pois sofria com a “impossibilidade de conviver com a vítima de modo saudável”. Além disso, havia um domínio físico e psicológico da vítima por Marcos, que a ameaçava e agredia fisicamente.

Para o juiz, permanece a decretação da prisão preventiva do acusado “para garantia da ordem pública, diante de sua periculosidade, bem como para assegurar a aplicação da lei penal”. 

Após a agressão, o criminoso fugiu e viveu por vários anos em São Paulo, com o objetivo de não responder pela tentativa de feminicídio. Marcos não poderá recorrer em liberdade.

Por Redação do Jornal de Brasília com informações de Sandra Barreto

Foto: Reprodução/Jornal de Brasília