Publicado resultado preliminar do curso de Brigadista Florestal

Candidatos poderão interpor recurso até as 17h desta quarta-feira (23)

5351

Em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente (Sema), o Instituto Brasília Ambiental divulga o resultado preliminar do Teste de Aptidão Física (TAF) do Curso de Formação de Brigadista de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais.

A avaliação foi feita pelo Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (PrevFogo), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis  (Ibama), que também conduzirá o curso, do dia 28 deste mês a 8 de abril.

O candidato interessado em interpor recurso ao resultado do teste físico deverá entrar em contato, até as 17h desta quarta-feira (23), pelo e-mail digep@ibram.df.gov.br.  Na solicitação deve constar o nome completo, CPF, RG, telefone para contato e a descrição do pedido. A resposta da comissão será enviada até as 10h desta quinta (24).

Seleção

O cadastro para o curso foi feito nos dias 15 e 16, com 1.550 inscritos. Os candidatos aprovados no TAF da primeira à 26ª posição farão parte da primeira turma, com aulas do dia 28 deste mês a 1º de abril. Já os que ocuparem da 27ª a 52ª colocação vão integrar a segunda turma, de 4 a 8 de abril. O curso será presencial, com duração de 40 horas, distribuídas entre aulas teóricas e práticas.

A lista final tem data de divulgação prevista para esta quinta-feira (24), no site do Brasília Ambiental. Todos os aprovados deverão preencher o link de matrícula do candidato, que estará disponível também a partir desta quinta, às 12h, podendo ser consultado até as 17h da sexta-feira (25).

A formação visa promover a capacitação dos candidatos nas atividades de prevenção e combate aos incêndios florestais, no âmbito do Distrito Federal, conforme os decretos nº 37.549/2016, que promulga o Plano de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Ppcif), e nº 43.057, que declarou estado de emergência ambiental no DF em março deste ano.

Confira aqui o resultado preliminar.

*Com informações do Instituto Brasília Ambiental

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto

Foto: Divulgação/Brasília Ambienta