Samu capacita bombeiros para atendimentos em emergências

Curso aborda o atendimento pré-hospitalar e visa qualificar atuação colaborativa entre as duas equipes

304

O Núcleo de Educação em Urgências (Nuedu) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-DF) concluiu, nesta sexta-feira (21), o treinamento da primeira turma do curso de capacitação em urgências e emergências no atendimento pré-hospitalar para militares do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). A duração é de 50 horas, divididas em 10 horas diárias. Uma nova turma iniciará a formação em 21  de fevereiro. Ao todo, serão capacitados 76 militares. “O curso é ministrado pela equipe do Nuedu formada por profissionais de diferentes categorias: médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutor”, informa a médica e chefe do Nuedu, Leticea Moraes.

Os temas abordados são: suporte básico de vida adulto, linha de cuidado no infarto agudo do miocárdio e acidente vascular cerebral, atendimento em trauma, atendimento pediátrico e emergência em saúde mental. Ao final da capacitação, será emitido certificado aos participantes.

“Esse curso acontece em parceria com os bombeiros e obedece à portaria conjunta 40/2018, que institui o serviço unificado de atendimento pré-hospitalar em urgências e emergências entre o Samu e os Bombeiros”, explica o diretor do Samu-DF, Victor Arimatea.

Ele destaca ainda que a capacitação é importante para padronizar esse atendimento que ocorre fora do ambiente hospitalar. “É fundamental cada um conhecer o funcionamento do outro e, por isso, é essencial que a formação dos profissionais também seja integrada – oportunidade que todos estão tendo aqui hoje nesse curso. Saber como é a atuação, a avaliação, a tomada de decisões e o fluxo de operação dentro da linha de urgência e emergência são pontos importantes da atuação conjunta”, ressaltou o diretor, durante a abertura do curso.

O projeto de colaboração entre Samu-DF e CBMDF começou em uma quantidade limitada de viaturas. De acordo com Victor Arimatea, nesses quase três anos de vigência ele tem sido desenvolvido e ampliado, visando entregar melhor prestação de serviço à população, como diminuição no tempo de resposta e espera por atendimento.

A integração ocorre com profissionais do Samu atuando em viaturas dos bombeiros para atendimentos que envolvam procedimentos medicamentosos, bem como com socorristas dos bombeiros nas viaturas do Samu.

As vantagens são otimização de recursos, tendo em vista que às vezes era necessário deslocar duas viaturas para o mesmo atendimento. Além disso, com a parceria é possível ampliar o tipo de atendimento oferecido pelos bombeiros, como a administração de medicamentos.

Um dos participantes dessa primeira turma é o subtenente Djavan do Grupamento de Aviação Operacional (Gavop). Ele diz que está com uma boa expectativa sobre a possibilidade de aprender mais sobre os temas do curso e poder integrar os trabalhos. “Acredito muito no grande potencial de aprendizado com a equipe do Samu-DF”, conta.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto

Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde-DF