‘Só empobrece quem mais precisa’, diz Ibaneis sobre crise

O governador do DF, que coordena o Fórum dos Governadores, disse que no Brasil o debate foi esquecido e que a polarização de ideias pode prejudicar o destino do País

1394

“Nós continuamos vivendo uma divisão que ocorreu nas últimas eleições. Isso não é bom para o Brasil, não é bom para as pessoas carentes, que é quem realmente sofre. Isso vivemos um período de inflação alto, dólar alto, bolsa de valores em queda. Isso gera um cenário que só empobrece aqueles que mais precisa”, disse Ibaneis Rocha.

O governador do DF, que coordena o Fórum dos Governadores, disse que no Brasil o debate foi esquecido e que a polarização de ideias pode prejudicar o destino do País.

“É um momento de preocupação com os destinos da política nacional. Precisamos avançar nas pautas da democracia para que possa haver uma eleição com debate de ideias. Sabemos que o debate tem que correr pelo centro das ideias, sem a radicalização dos embates. Meu conselho é pensar um pouco mais na população carente porque são os que sofrem nesse momento que estamos passando””, afirmou Ibaneis Rocha.

Medalha Raymundo Faoro

A medalha serve para homenagear os advogados que se destacaram na profissão e prestaram bons serviços à advocacia e à sociedade. Conforme a OAB, Raymundo Faoro foi um grande presidente do Conselho Federal e em um momento muito importante da vida brasileira.

Como presidente da OAB, ele praticamente foi o artífice do fim do AI-5 (Ato Institucional número 5) e do início da redemocratização do País, com o chamado processo de abertura.

“Honraria que me alegra muito, são 25 anos de total dedicação a advocacia. Ocupei quase todos os cargos na OAB, me deixa com o coração acalentado […] sou merecedor dessa medalha sim, porque me dediquei a essa instituição, vou carregar com muito gosto, quero mostrar para os meus filhos”, disse Ibaneis Rocha.

Por Redação do Jornal de Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: Elisa Costa/Jornal de Brasília