Nove regiões terão atividades no Dia D da vacinação contra a covid-19 no DF

200 mil pessoas ainda não buscaram a primeira dose; ação no dia 20 de novembro também busca ampliar índices da segunda dose e da dose de reforço

1147

Cerca de 90% da população do Distrito Federal acima dos 12 anos de idade já tomou pelo menos a primeira dose ou dose única da vacina contra a covid-19, mas estima-se que pouco mais de 200 mil pessoas ainda não iniciaram o ciclo de imunização.

Este público estará no foco do Dia D de vacinação, que acontecerá em 20 de novembro, das 9h às 17h, em locais públicos no Gama, Planaltina, Ceilândia, Núcleo Bandeirante, Guará, Taguatinga, SIA, Samambaia e Santa Maria.

“É uma responsabilidade nossa ir ao encontro do nosso cidadão que não se vacinou ainda e sensibilizá-lo”, afirmou o secretário de Saúde, Manoel Pafiadache, durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta (11). Segundo o gestor, o trabalho agora deverá não mais aguardar nos locais de vacinação, e sim fazer uma busca ativa por quem ainda não começou a imunização.

“Quanto mais pessoas vacinarmos, conseguiremos garantir que, se tiver uma terceira onda, por exemplo, ela não passe de uma marolinha”Divino Valero, subsecretário de Vigilância à Saúde

O Dia D acontecerá com o apoio de outras secretarias de governo e das administrações regionais, que devem selecionar espaços com ampla circulação de pessoas. O slogan da campanha é “A vacina ainda mais perto de você”.

No Dia D, ações culturais e pedagógicas devem atrair o público, respeitando os cuidados sanitários necessários. Equipes da Secretaria de Saúde estarão prontas para vacinar adultos com idade acima de 18 anos em locais estratégicos, como feiras e a Rodoviária do Plano Piloto. No caso de adolescentes, segunda dose ou dose de reforço, a pessoa será encaminhada para a unidade básica de saúde mais próxima, onde estarão disponíveis os imunizantes necessários.

“Quanto mais pessoas vacinarmos, conseguiremos garantir que, se tiver uma terceira onda, por exemplo, ela não passe de uma marolinha”, comentou o subsecretário de Vigilância à Saúde do DF, Divino Valero. Até agora, o DF já aplicou mais de 4,2 milhões de vacinas contra a covid-19.

Até quarta-feira (10), 90,07% da população acima de 12 anos já havia recebido a primeira dose ou a dose única e 69,5% tomaram a segunda dose ou a dose única. Mais 152.747 profissionais de saúde ou idosos acima de 60 anos receberam a dose de reforço e 8.723 imunossuprimidos tomaram a dose adicional.

Transmissão da covid-19

A taxa de transmissão da doença, o chamado índice RT, mantém-se abaixo de 1, o que significa uma desaceleração da contaminação. Hoje, o RT é de 0,69. Há uma semana era de 0,76. No início da noite desta quinta, a taxa de ocupação de leitos de UTI covid estava em 53,57% e a de leitos de suporte ventilatório, em 19%.

Durante a coletiva de imprensa, também foram abordados o aporte de R$ 184,6 milhões para a saúde pública do DF, por meio de crédito suplementar aprovado pelos deputados distritais, e a assinatura de um termo de cooperação técnica com a Organização Pan-americana de Saúde (Opas) para aprimorar as capacidades técnicas e institucionais do Sistema Único de Saúde (SUS) no DF.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: Agência Brasília