Restaurante comunitário do Sol Nascente reabre com café da manhã

Segundo Lisboa, a secretaria está em processo de fechar novos contratos de outras três unidades, que também preveem o serviço

5696

O Restaurante Comunitário do Sol Nascente irá reabrir a partir desta quinta-feira (09/09/21) com serviços de almoço e café da manhã no refeitório e entrega de marmitas. O café será servido de segunda à sábado, das 7h às 8h30, por R$ 0,50.

“A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) está trabalhando para que todos os novos contratos de alimentação dos Restaurantes Comunitários incluam o café da manhã”, informa a subsecretária de Segurança Alimentar e Nutricional da Sedes, Karla Lisboa.

Segundo ela, a secretaria está em processo de fechar novos contratos de outras três unidades, que também preveem o serviço. “Antes, nós tínhamos apenas duas unidades com o café da manhã: Paranoá e Brazlândia. Agora temos Samambaia, Sol Nascente e, muito em breve, outros três restaurantes também vão ofertar a refeição matinal”, destaca a subsecretária.

O Restaurante Comunitário do Sol Nascente, que também atende ao público do Pôr do Sol, estava temporariamente fechado para troca da empresa responsável pelo serviço de preparo e fornecimento das refeições.

Segundo a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, a inclusão de mais uma refeição fortalece a segurança alimentar e nutricional da população em vulnerabilidade social que é atendida nos restaurantes comunitários.

“O cardápio oferece diversas opções, como café, leite, pingado, pão com manteiga, bolo, achocolatado e uma fruta da época. É uma refeição completa a R$ 0,50. É um preço acessível para as famílias em risco social atendidas pela nossa rede de proteção”, reitera a gestora.

Restaurantes comunitários

Todas refeições servidas nos 14 restaurantes comunitários são elaboradas por funcionários da empresa contratada e planejadas e monitoradas por nutricionistas servidores da Sedes, com o objetivo de garantir a qualidade e o sabor da alimentação servida, além de evitar o desperdício de alimentos.

Atualmente, no Distrito Federal, funcionam 14 restaurantes comunitários, com refeições ao custo de R$ 1,00 para a comunidade. Pessoas em situação de rua, que estão cadastradas pela equipe de Abordagem Social, tem direito à refeição gratuita, enquanto durar a pandemia da covid-19.

As unidades estão localizadas nos centros urbanos do DF, em regiões de grande movimentação diária de pessoas, inclusive trabalhadores de baixa renda. Uma refeição vendida pelos RCs custa, em média, R$ 6,17. Assim, o usuário paga apenas R$ 1,00 pela refeição e o Governo do Distrito Federal complementa esse valor com R$ 5,17.

Todos os restaurantes comunitários funcionam de segunda a sábado, para o almoço, das 11h às 14h. Nas unidades que servem café da manhã, o funcionamento ocorre nos mesmos dias, nos seguintes horários:

– Paranoá: 7h a 8:30h
– Brazlândia: 6h30 a 8:30h
– Samambaia: 7h a 8:30h
– Sol Nascente: 7h a 8:30h

As informações são da Agência Brasília

Por Redação do Jornal Brasília com informações de Rócio Barreto do Portal Por Brasília

Foto: Agência Brasília