Projeto Include abre inscrição para cursos gratuitos de robótica

Podem participar jovens de 12 a 20 anos de escolas públicas do DF. Aulas são presenciais e on-line

1053

Estão abertas até o próximo dia 28 de agosto as inscrições para os laboratórios do Projeto Include, realizado pelo Instituto Campus Party em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). O Include tem o objetivo de promover a inclusão social e econômica para jovens de comunidades carentes, que não têm acesso à educação tecnológica.

O projeto leva a esses jovens o conhecimento das novas tecnologias e abre oportunidades de ingresso ao mundo digital, estudos e mercado de trabalho por meio de laboratórios instalados em comunidades de baixa renda. Eles são projetados e equipados para oferecer, gratuitamente, à população cursos com metodologia e linguagem de software e hardware.

As aulas são on-line ou presenciais. “Com a pandemia, preparamos nossos profissionais para que pudessem levar conhecimento, por meio do ensino da robótica, computação e programação para esses jovens dentro das suas comunidades, mesmo à distância”, explica Francesco Farruggia, presidente do Instituto Campus Party.

“O Include traz oportunidade de inclusão e faz a tecnologia e a inovação chegarem onde dificilmente chegariam”Gilvan Máximo, secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF

Estão abertas inscrições para laboratórios em Itapoã, Paranoá, Água Quente, Gama, Santa Maria, Café sem Troco, Recanto das Emas, Sol Nascente, Ceilândia, Estrutural, Biotic (apenas on-line) e Samambaia. Em Santa Maria, serão atendidos presencialmente 75 jovens em cumprimento de medida socioeducativa de internação, na Unidade de Internação de Santa Maria (UISM).

Esse será o primeiro laboratório de tecnologia do Include dentro de um centro de internação. “Queremos promover a socioeducação digital desses jovens e prepará-los para o mercado de trabalho”, afirma Sidiane Zanin, diretora do Projeto Include.

“O Include traz oportunidade de inclusão e faz a tecnologia e a inovação chegarem onde dificilmente chegariam”, ressalta o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF, Gilvan Máximo. No Distrito Federal, a iniciativa também tem apoio do Sebrae-DF.

Além do DF, o Projeto Include já conta com instalações em Santa Catarina, Rio Grande do Norte e Bahia, e outros em fase de implantação no Rio de Janeiro, Amazonas e Rio Grande do Sul. O plano é implementar até 10 mil laboratórios, impactando adolescentes de todo o Brasil por meio da tecnologia.

As vagas para os laboratórios são limitadas e podem ser feitas pelo site do Instituto Campus Party.

*Com informações da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: Divulgação/ICP