Alternativa para comer bem e com economia

A população do DF conta com 16 unidades do restaurante comunitário. Elas oferecem café da manhã, almoço e jantar a baixo custo. Frequentadores destacam a qualidade da comida e do atendimento

0
647

Economizar com as despesas mensais, evitar cozinhar, não fazer bagunça em casa e ficar longe dos preços salgados no comércio. Esses são alguns dos motivos para as pessoas frequentarem rotineiramente alguma das unidades dos restaurantes comunitários espalhados pelo Distrito Federal. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), uma média de 2,5 mil refeições diárias são oferecidas à população por 550 funcionários das unidades. Frango assado e feijoada são, de longe, os pratos preferidos dos usuários da unidade do Sol Nascente, inaugurada em agosto.

Frequentador assíduo, André da Silva, 46, vai todo dia ao restaurante do Sol Nascente para almoçar e elogia o sabor e a qualidade dos pratos. “Além da organização, o tempero e o bom atendimento fazem diferença”, comentou. Na unidade, há 26 funcionários terceirizados e três servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social que atendem à população.

Os restaurantes comunitários são uma alternativa para pessoas que precisam de uma alimentação completa, nutritiva e de baixo custo. A estudante Carla Siqueira, 18, ressalta que a possibilidade de comer no espaço permite economizar nas despesas da casa. Então, todos os dias, toma café da manhã, almoça e janta no restaurante do Sol Nascente, desde a inauguração, sempre acompanhada do marido, do sogro e dos dois filhos. “Minha única crítica é com relação ao cuscuz do café da manhã, que é muito seco. Fora isso, gosto muito daqui, até porque, nos mercados está tudo muito caro para cozinhar em casa”, explica.

José Ambrósio da Silva, 64, não perde a chance de comer feijoada às sextas-feiras, seu prato preferido. Morador de Taguatinga, o aposentado comparece diariamente à unidade do Sol Nascente para tomar café e almoçar. “Já conheci todos os restaurantes do DF, e este é, com certeza, o melhor. Já fiz até amizades por aqui, do tanto que frequento”, brinca.

Para a auxiliar de serviços gerais Clarice da Silva, 57, além do alto custo com os alimentos, cozinhar em casa “dá trabalho” e faz muita bagunça. “Aqui, tem sempre um prato diferente e saudável. Sequer precisamos nos preocupar com as louças para lavar”, contou, aos risos. O marido de Clarice, Geraldo Moreira, 63, concordou. “Com R$ 1, a gente não compra nem um pão, quem dirá uma refeição dessa. É um serviço muito bom. O pão de queijo da manhã, por exemplo, é minha comida preferida”, afirmou.

A Sedes informa que pretende inaugurar, em breve, dois novos restaurantes comunitários. As unidades vão ficar no Varjão e em Samambaia Expansão.

Preços

Os 16 restaurantes comunitários do DF servem almoço de segunda a sábado, por R$ 1. Pessoas em situação de rua referenciada pela equipe de Abordagem Social da Sedes são isentas da cobrança, podendo se alimentar de forma gratuita.

Em 11 unidades é oferecido café da manhã, por R$ 0,50. No cardápio, tem café, leite, pão com manteiga ou bolo e uma fruta da época. Nos restaurantes do Recanto das Emas, de Planaltina, do Sol Nascente/Pôr do Sol e de Arniqueira, também é servido jantar (R$ 0,50). 

As 16 unidades ficam em: Brazlândia, Ceilândia, Estrutural, Gama, Itapoã, Paranoá, Planaltina, Recanto das Emas, Riacho Fundo, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho, Sol Nascente, Sol Nascente/Pôr do Sol e Arniqueira. Todos estão sob gestão da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (Subsan).

Horários de funcionamento

Café da manhã

Das 7h às 9h

Preço: R$ 0,50

Servido nas unidades: Brazlândia, Paranoá, Sol Nascente, Sol Nascente/ Por do Sol, Arniqueira, Planaltina, Samambaia, Ceilândia, Sobradinho, São Sebastião, Estrutural e Recanto das Emas

Almoço

Das 11h às 14h

Preço: R$ 1

Servido em todas as 16 unidades do restaurante comunitário

Jantar

Das 17h às 19h

Preço: R$ 0,50

Servido nas unidades: Recanto das Emas, Sol Nascente/Pôr do Sol, Planaltina e Arniqueira

*Os restaurantes comunitários funcionam de segunda a sábado. As unidades Recanto das Emas, Sol Nascente/Pôr do Sol, Planaltina e Arniqueira funcionam também aos domingos e feriados.

Colaborou Camila Coimbra

Por Letícia Mouhamad, Pedro Marra do Correio Braziliense

Foto: Carlos Vieira/CB / Reprodução Correio Braziliense