DF investe R$ 20 milhões para aquisição de medicamentos

Destaque fica para a compra de sais necessários para tratamento de pacientes com suspeita de dengue

0
1020

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) assinou, nesta quinta-feira (11), um contrato de R$ 20 milhões com o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC) para a aquisição de medicamentos necessários para atendimentos a pacientes em unidades básicas de saúde (UBSs) e hospitais. Entre os insumos, destacam-se os sais de reidratação necessários para tratamento de casos suspeitos de dengue.

“O Consórcio Brasil Central é uma parceria entre as secretarias de saúde do Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins, que permite a compra mais ágil de insumos e com preço mais acessível, por meio do programa de compras compartilhadas”, explica o subsecretário de Logística da SES-DF, Maurício Fiorenza. Por meio dos pregões e atas de compras do Consórcio, o DF poderá manter os estoques de medicamentos em número suficiente para a demanda.

De acordo com a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, esse investimento adicional faz parte de um conjunto de ações adotadas para o enfrentamento à dengue. “Trabalhamos em várias frentes, simultaneamente, de combate ao mosquito transmissor e ao tratamento de pacientes com sintomas. A população do Distrito Federal está assistida”, afirma.

Consórcio interestadual

Criado em 3 de julho de 2015, por meio de Protocolo de Intenções assinados pelos governos dos estados parceiros e pelo Governo do Distrito Federal (GDF), o BrC tem por objetivo promover o desenvolvimento econômico e social da região, de forma integrada e por meio da cooperação entre as Unidades Federativas para tornar a região ainda mais competitiva.

Juntos, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins e o Distrito Federal somam cerca de 12% do Produto Interno Bruto (PIB) e reúnem uma população de 27 milhões de brasileiros.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, presidiu o consórcio entre 2021 e 2022. Entre suas principais ações, estiveram a redução de até 30% do custo da compra de medicamentos pelo grupo, fruto do projeto Saúde Compras Compartilhadas. Ibaneis Rocha também promoveu a concessão de linhas de crédito do Banco de Brasília (BRB).

Em agosto do ano passado, o DF e os outros integrantes do BrC assinaram a Carta de Brasília, durante a 1ª Reunião dos Secretários de Saúde do grupo. No documento, os entes consorciados reiteram o “compromisso contínuo com a busca por serviços de excelência por meio de intercâmbios de experiências compartilhadas de melhores práticas”.

*Com informações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF)

Por Agência Brasília

Foto: Jhonatan Cantarelle/Agência Saúde-DF / Reprodução Agência Brasília