Recém-inaugurado, viaduto do Sudoeste é interditado após apresentar rachaduras

De acordo com o GDF, os reparos só deverão ser feitos quando passar o período de fortes chuvas na capital federal

0
433

Inaugurado no dia 21 de outubro, depois de dois anos e quatro meses de obras, o viaduto do Sudoeste era muito esperado pela população, já que passam aproximadamente 25 mil motoristas diariamente pelo local.

Porém, pouco mais de dois meses depois de inaugurado, o viaduto já apresentou rachaduras, e o Governo do Distrito Federal (GDF) já notificou o consórcio responsável pela obra para que os reparos sejam feitos, e optou por sinalizar o local e interditar os trechos danificados.

O Viaduto Luiz Carlos Botelho custou R$ 24,6 milhões, e a obra foi de responsabilidade do consórcio formado pelas empresas Eterc Engenharia e Principal Construções.

De acordo com o GDF, os reparos só deverão ser feitos quando passar o período de fortes chuvas na capital federal. Governadora em exercício, Celina Leão (PP) disse que as rachaduras causam “estranheza”, mas que não há um dano estrutural.

Por Camila Bairros do Jornal de Brasília

Foto: Jornal de Brasília / Reprodução Jornal de Brasília