Restaurantes do DF comemoram expectativa de saldo positivo na virada do ano

Para o réveillon, a expectativa do setor de bares e restaurantes do DF é de aumento de 20% no faturamento, em relação ao último ano

0
697

A dois dias do início de 2024, bares e restaurantes da capital federal estão otimistas com o aumento do movimento de clientes, e a expectativa é fechar o ano com bons faturamentos. De espaços mais reservados a casas de shows, sobram opções de divertimento para o brasiliense que, no começo de dezembro, já se planejou para as festas. Prova disso é a ocupação de quase 100% das reservas em alguns estabelecimentos.

Em vista das confraternizações de fim de ano, a maior movimentação no setor já é esperada. Porém, para o presidente do Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares de Brasília (Sindhobar), Jael Antonio da Silva, a esperança é de que haja um aumento de 20% nos faturamentos, em relação ao mesmo período de 2022. Uma das justificativas para o saldo positivo é, ainda, a saída da pandemia, visto que, no ano passado, diferentes tipos de eventos ainda estavam instáveis.

“Nossa maior preocupação é com os meses de janeiro e fevereiro, que costumam ser os mais fracos para o segmento, principalmente em relação a dezembro. Muitas pessoas saem de Brasília para passar as férias fora e os órgãos federais retornam gradativamente às atividades. De toda forma, espera-se que os ganhos sejam de 2% a 5% maiores que no ano anterior”, explicou Jael. O presidente do Sindhobar afirmou, ainda, que cerca de 700 pessoas foram contratadas temporariamente, um número bem próximo da previsão de 800 trabalhadores.

Festa temática

Nas cinco unidades do restaurante Coco Bambu, os clientes entrarão em 2024 ao estilo da Grécia Antiga, com música ao vivo, cardápio completo e atendimento exclusivo. A estratégia, segundo um dos sócios, Eilson Studart, é atrair famílias que buscam divertimento e tranquilidade no dia 31.

“As vendas ocorrem por mesas, que têm de dois a 10 lugares, e a procura este ano está excelente, bem melhor que em 2022. Tanto que os ingressos de quase todas as lojas já esgotaram. Nossas brinquedotecas estarão funcionando, com time de recreação reforçado. O foco é no esquema a la carte, de forma que cada mesa terá um garçom, e as unidades que têm vista externa terão queima de fogos”, detalhou.

Cada loja deve receber de 400 a 700 clientes e a aposta é que os maiores pedidos sejam de entradas, que incluem croquete de bacalhau, camarão à milanesa, isca de peixe, entre outros. Pratos maiores, de camarões e lagostas, também devem ter muita saída, conforme estipulou Eilson.

“Estamos surpresos com a grande movimentação na cidade este ano. Acreditamos que isso se deve ao alto preço das passagens aéreas, que diminuiu o fluxo de viagens”. Além do Natal, as reuniões e confraternizações corporativas também fortaleceram os faturamentos, superiores a 2022. No Coco Bambu, os ingressos para o réveillon estão a partir dos R$ 320 para os adultos.

Um fator que contribuiu para os ganhos do setor, segundo a gerente geral do Steak Gourmet, Patrícia Brandão, foi o engajamento nas redes sociais, onde os empreendedores puderam compartilhar todas as informações da festa de fim de ano. “Já estamos com quase 100% das reservas concluídas e aguardamos um público de cerca de 200 pessoas”, comentou. Entre os itens do buffet, estão saladas, bacalhau, pernil de cordeiro, salmão e iguarias com frutas. Os ingressos custam até R$ 129 por pessoa.

Intimismo

Jazz, blues, discotecagem de vinil e MPB. Esse é o clima das festas de final de ano do restaurante Jobim, localizado na Asa Norte. Eventos privados, como confraternizações e aniversários, têm movimentado o mês de dezembro, que contará também com a primeira festa de réveillon do espaço.

“Esperamos amigos e familiares que apoiaram nosso projeto desde o início, assim como os clientes mais próximos, com o objetivo de realizar uma festa mais intimista na véspera do ano-novo”, disseram Andrea Gervasio e Felippi Garcia, sócios fundadores do restaurante.

O volume de clientes tem sido constante e se deve ao momento de recesso e férias, além do desejo de se distrair e fechar o ano com tranquilidade, segundo pontuou Andrea. As comidas mais procuradas são croquete de cupim, prego no pão, francesinha e batata Jobim.

“Estamos super animados com a nossa primeira virada de ano no espaço. Já temos uma boa adesão e esperamos que mais pessoas queiram aproveitar a festa conosco. Programamos uma comemoração com limite de lotação para 100 pessoas”, destacaram. Os ingressos, por pessoa, estão a partir de R$ 160.

Por Letícia Mouhamed do Correio Braziliense

Foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press / Reprodução Correio Braziliense