No DF, Dom Paulo Cezar celebra Missa do Galo com votos de paz

Durante a cerimônia, o cardeal lembrou dos conflitos que marcaram 2023 e fez orações em nome da paz e da reconciliação na sociedade

0
1574

Em uma noite iluminada, a Catedral Metropolitana de Brasília se tornou ponto de encontro para fiéis e devotos que aguardavam com expectativa a celebração da Missa do Galo na véspera de Natal deste domingo (24). A santa missa, presidida pelo Cardeal Dom Paulo Cezar, teve início às 20h e atraiu uma multidão ao templo, que teve todos os 4 mil assentos ocupados. Houve quem assistisse de pé à celebração.

Para o Cardeal-Arcebispo Dom Paulo Cezar, a celebração do nascimento de Jesus é uma luz em um ano marcado por conflitos. “O ano de 2023 injetou sangue no presépio. O mundo hoje vive uma série de conflitos armados, onde sentimos que Deus vem nos trazer a paz, e os homens não querem construir a paz”, refletiu.

Dom Paulo também fez votos de paz e fraternidade para apaziguar a violência cotidiana vivida nas cidades brasileiras. “Desejo que neste Natal as pessoas se despertem para o dom da paz, e isso não apenas para as questões entre as nações, mas para as questões que ocorrem entre nós, como o feminicídio, a violência, a exclusão social, e a polarização”, completa o arcebispo.

O clima de comunhão foi compartilhado por fiéis de idades e origens variadas. Maria Clara Assis, de 16 anos, veio passar o Natal em Brasília para visitar familiares. A moça frequenta a Paróquia de Santa Rita na Bahia, e tem o costume de ir à missa de Natal. “É um evento muito bom para a nossa religião, pois ficamos mais conectados com Deus, que nos abençoa hoje e sempre”, afirma.

“Para mim é uma emoção muito grande, porque é a primeira vez que estamos participando da Missa do Galo, aqui na catedral. A minha expectativa é de aprender, e fazer o melhor para poder servir a Deus”, relatou João da Conceição Paulino, 54, morador do Paranoá. O fiel faz parte, junto com a esposa Silvia Soarez, da equipe de novos mestres que vão assumir, a partir de janeiro de 2024, a função de ministros da eucaristia. 

História

Dom Paulo, foi ordenado padre em 1992, e sempre celebrou a Missa do Galo. Na Catedral, como Arcebispo, celebrou a missa pelo terceiro ano. Ele contou que a Missa do Galo tinha a tradição de ser celebrada à meia noite. “É a noite em que nós, católicos ocidentais, celebramos o nascimento de Jesus Cristo. Tanto que toda palavra que é proclamada nas leituras fala sobre o menino Jesus”, destaca.

Programação

A catedral continuará realizando missas no período da manhã e da tarde nos dias 25 e 31 de dezembro. No último dia do ano, às 22h, será celebrado o Réveillon da Paz, promovido pela Comunidade Católica Shalom.

Por Giulia Luchetta do Correio Braziliense

Foto: CB Pres/ Giulia Luchetta / Reprodução Correio Braziliense