Agências do trabalhador estão com 166 vagas com salário de até R$ 8 mil

Os interessados devem fazer cadastro pelo aplicativo Sine Fácil ou presencialmente em uma das agências

0
20

As agências do trabalhador estão com 166 vagas de emprego disponíveis. Um dos destaques são cinco vagas na área da tecnologia voltados para pessoas com deficiência (PCDs), com salários entre R$ 7 mil e R$ 8,8 mil. Os interessados podem cadastrar o currículo no aplicativo Sine Fácil ou ir a uma das 14 agências do trabalhador, das 8h às 17h, nesta segunda-feira (18/12).

As oportunidades são para analista de desenvolvimento de sistemas, analista de testes de tecnologia, desenvolvedor de sistemas de tecnologia da informação e gerente de projetos de tecnologia da informação. Uma sexta vaga, também para PCD, é para técnico de apoio ao usuário, com remuneração de R$ 12,46 a hora. Para todas elas, é necessário ter nível superior completo em tecnologia da informação.

Outras duas vagas também exigem nível superior, sendo uma para nutricionista estagiário, que deverá receber R$ 450 quinzenalmente para trabalhar em Águas Claras, e uma para supervisor de vendas que tenha se formado em gestão comercial. Para este último, o salário é de R$ 1,8 mil, mais benefícios.

Oportunidades

Atendente de loja é a profissão com o maior números. São 20 vagas para atuar no Sudoeste e 10 em Taguatinga, oportunidades para as quais são exigidos nível médio, sem necessidade de experiência na área. Os salários são de R$ 1,4 mil e R$ 1.425, 60.

Mesmo sem se interessar por nenhuma das vagas disponíveis, o cadastro do candidato também serve para oportunidades futuras, já que o sistema cruza dados dos concorrentes com o perfil que as empresas procuram.

Empregadores que desejam ofertar vagas ou utilizar o espaço das agências do trabalhador para entrevistas podem se cadastrar pessoalmente nas unidades ou pelo aplicativo Sine Fácil. Também é possível solicitar atendimento pelo e-mail gcv@setrab.df.gov.br. Pode ser utilizado, ainda, o Canal do Empregador, no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda do Distrito Federal (Sedet-DF).

Com informações da Agência Brasília.  

Por Correio Braziliense

Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília / Reprodução Correio Braziliense