Brasília Iluminada vai gerar mais de 6,8 mil empregos

Projeto, que será inserido no calendário oficial da cidade, movimenta a economia local e coloca a cidade na rota turística natalina

1338

“O evento será inserido no calendário oficial por determinação do governador Ibaneis Rocha”André Clemente, secretário de Economia

De 22 de dezembro a 20 de janeiro, a capital federal se acende com 4 milhões de pixels de LED espalhados em 415.770 metros quadrados de estrutura da decoração do projeto Brasília Iluminada. Em sua segunda edição, a iniciativa caminha para colocar a cidade na rota dos destinos turísticos natalinos, a exemplo de Gramado, com o Natal Luz; Paris, que ilumina a avenida Champs-Élysées; e Nova York, onde a árvore de Natal do Rockefeller Center dá início às festividades na big apple. “O evento será inserido no calendário oficial por determinação do governador Ibaneis Rocha”, explica o secretário de Economia, André Clemente.

Um projeto desta magnitude resulta em lazer, turismo e circulação econômica. Só neste ano, serão gerados 6,8 mil empregos. Montadores, eletricistas, engenheiros, seguranças e profissionais da limpeza estão entre os trabalhadores empregados pelas 90 empresas locais contratadas pela Organização da Sociedade Civil responsável, o Instituto de Desenvolvimento Humano, Empreendedorismo, Inovação e Assistência Social (Idheias). O evento tem 100% de mão de obra do Distrito Federal e da Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE).

“Conseguimos trazer pessoas de todas as regiões de Brasília para trabalhar, do Paranoá, de Ceilândia e de Taguatinga… Por ser na Esplanada dos Ministérios, consigo englobar toda a minha equipe”Victor Hugo Faustino, especialista em emergências médicas e brigada de incêndio

A categoria mais beneficiada integra uma parte do mercado bastante atingida durante o período de isolamento social causado pela crise sanitária do coronavírus. “Alcançamos uma parcela que sofreu muito na pandemia: a área de eventos. Toda essa cadeia será alimentada”, explica o secretário de Economia.

Oportunidade

Técnico de som, iluminação e hidráulica, Luiz Valdo Veiga da Paz Filho, 39 anos, foi um dos profissionais impactados pela pandemia. Acostumado a trabalhar em eventos, viu as ofertas de emprego cessarem. No período mais crítico, teve que viver de bico, fazendo trabalhos de eletricista nas casas e em comércios. “Foi um período horrível. Só pude voltar a trabalhar com eventos neste ano”, conta. No Brasília Iluminada, ele atua como um dos montadores da estrutura.

A jovem Juliana Monteiro (18), iniciou a vida profissional há 4 meses e já conseguiu um emprego no Brasília Iluminada. Ela está atuando como montadora das árvores e da estrutura do Lago de Brasília, que integram o eixo batizado de Brasília Encantada e que fica na Esplanada dos Ministérios. “Agora percebo que o mercado de eventos está melhorando. Essa é uma nova porta que se abre para mim e para tantas outras pessoas”, avalia. Juliana já está empolgada para ver os registros dos amigos e familiares nas redes sociais da ornamentação. “Vai ser muito boa a sensação de ter participado, de saber que fizemos um trabalho bem feito”, completa.

Leandro Pereira (28), tem uma sensação parecida. Ele estava precisando se recolocar no mercado e conseguiu uma vaga como montador no projeto. Técnico em elétrica, essa é a estreia dele na área de eventos. “Sempre tive vontade, mas essa é primeira vez trabalhando em evento. Participo da montagem das árvores, carrego e descarrego os caminhões. É muito gratificante saber que as pessoas virão com suas famílias aqui”, afirma.

Victor Hugo Faustino é um dos sócios da Arcanjos Life, especializada em emergências médicas e brigada de incêndio. A empresa é responsável pela coordenação de emergências do Brasília Iluminada garantindo a segurança dos colaboradores e do público. A equipe de trabalho no evento será composta por mil profissionais, entre brigadistas e bombeiros civis, que atuarão por quase dois meses. “Trabalhamos com diárias. Cada diária é uma oportunidade de emprego gerada. Teremos mil pessoas durante todo o período que inclui montagem, o evento e desmontagem. Estamos atuando desde o primeiro parafuso até quando o último for retirado. Um dos nossos objetivos é ‘acidente zero’”, explica.

Bandas, cantores, músicos, instrumentistas e atores estão entre os profissionais que participam da programação que ocorrerá diariamente no quadrante localizado entre a Praça do Cruzeiro e a Catedral Rainha da Paz

Além de poder retomar a atuação em eventos, a empresa comemora o fato do evento ocorrer na área central de Brasília, o que facilita o trabalho dos colaboradores. “Conseguimos trazer pessoas de todas as regiões de Brasília para trabalhar, do Paranoá, de Ceilândia e de Taguatinga… Por ser na Esplanada dos Ministérios, consigo englobar toda a minha equipe”, completa Victor Hugo Faustino.

Contratação de artistas

A cadeia cultural também será alimentada durante o Brasília Iluminada 2021. Quinhentos artistas locais de diferentes áreas foram contratados para se apresentar no point cultural, o Céu de Brasília. O número é maior do que no ano passado, quando o Céu de Brasília contou com 450 artistas se apresentando ao longo da programação.

Bandas, cantores, músicos, instrumentistas e atores estão entre os profissionais que participam da programação que ocorrerá diariamente no quadrante localizado entre a Praça do Cruzeiro e a Catedral Rainha da Paz.

Ambulantes

Neste ano, a Secretaria Executiva das Cidades solicitou à organização do Brasília Iluminada um espaço voltado para os ambulantes. Cerca de 100 profissionais foram cadastrados para vender cachorro-quente, churrasquinho, algodão doce, pipoca, balas e bebidas não alcoólicas durante o evento.

“Essa é uma ação superinédita de integração do governo com a cadeia produtiva de eventos para poder fazer uma inclusão qualificada dos ambulantes do DF. A gente entende que essa experiência vai servir para outros eventos da cidade”Marcelo Soares, presidente do Instituto Idheias

“O Natal pela própria origem é uma data cristã, em que a gente procura acolher a todos. No caso específico desse evento, nós lembramos que os ambulantes passaram por um período difícil por conta da pandemia. Não só o governo do DF, como o Instituto Idheias se sensibilizaram com a possibilidade de contar com os ambulantes e fizemos todos os esforços para acontecer da melhor maneira possível”, avalia o secretário das Cidades, Valmir Lemos.

Os comerciantes estarão posicionados em uma área de quase 200 metros lineares atrás do Teatro Nacional e de frente para a pista do quadrante principal da Esplanada dos Ministérios, o eixo Brasília Encantada. Cada um deles terá que cumprir regras estabelecidas pela produção do evento, como a padronização das barracas; as boas práticas de manuseio dos alimentos, com uso de máscaras, toucas e levas descartáveis; e a separação do lixo orgânico e reciclável.

Para garantir o cumprimento das práticas, os ambulantes foram capacitados em uma ação envolvendo o governo, o evento e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), em que aprenderam sobre manipulação segura do alimento, vigilância sanitária, sustentabilidade, segurança no trabalho, qualidade no atendimento e como identificar casos de violência contra a mulher.

“Essa é uma ação superinédita de integração do governo com a cadeia produtiva de eventos para poder fazer uma inclusão qualificada dos ambulantes do DF. A gente entende que essa experiência vai servir para outros eventos da cidade”, explica Marcelo Soares, presidente do Instituto Idheias.

Projeto

Brasília Iluminada é um evento gratuito e contemplativo a partir de uma estrutura montada do Congresso Nacional até a Rainha da Paz. Foram investidos R$ 14 milhões provenientes de 18 emendas de deputados distritais que não seriam executadas em 2021.

A ambientação é dividida em 11 eixos. São eles: Torres/Pórticos, Brasília Encantada, Árvore Sonho e Realidade (com árvores decorativas), Espaço Luz (com velas gigantes), Quadrante dos Presentes (espaço instagramável), Complexo do Buriti (com projeção visual no anexo), Espaço da Solidariedade (montado para receber doações), Espaço Artesanato (com revezamento de artesãos no local), Luz do Mundo (presépio interativo), Céu de Brasília Cultural (espaço de shows) e Trenó Luz (carreta que reproduz um trenó com cenário de Natal e Papai Noel).

As 33 regiões administrativas do DF contarão com a passagem do Trenó Luz, levando a comemoração natalina para toda a população da cidade.

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto:  Joel Rodrigues/Agência Brasília