Imunossuprimidos graves serão vacinados sem agendamento

A partir desta segunda-feira (11/10/21), basta comparecer aos pontos de vacinação indicados, levando relatório ou laudo médico

3262

A dose adicional foi acrescentada para esse público após análises de uma menor resposta imune desses pacientes, mesmo depois do recebimento da segunda dose ou dose única

Pessoas que têm imunossupressão grave poderão receber a dose adicional contra a covid-19, sem necessidade de agendar atendimento, a partir desta segunda-feira (11). Basta comparecer em um dos pontos de vacinação indicados para este público, levando cartão de vacina, documento de identidade com foto e laudo ou relatório médico. A lista será divulgada no site da Secretaria de Saúde do DF.

Diferentemente da dose de reforço, que para os demais grupos considera o intervalo mínimo de seis meses após a segunda dose, a dose adicional para imunossuprimidos graves é aplicada a partir do vigésimo oitavo dia após a segunda dose. O imunizante utilizado é preferencialmente o do laboratório Pfizer-BioNTech.

O subsecretário de Vigilância à Saúde, Divino Valero, destaca que a dose adicional foi acrescentada especificamente para esse público após análises de uma menor resposta imune desses pacientes, mesmo depois do recebimento da segunda dose ou dose única.

“O Ministério da Saúde tem encaminhado as doses de reforço e a dose adicional de acordo com a análise no banco de dados de vacinação do SI-PNI de cada grupo vacinado. Para o público de imunossuprimidos graves foi calculado os que se enquadram nas comorbidades listadas e que já tenham recebido a segunda dose ou dose única há mais de 28 dias. No DF, o público estimado foi de 26 mil pessoas, mas pouco mais de 6 mil buscaram a vacina. Então fazemos o apelo para que as pessoas busquem a sua dose adicional”, pede o subsecretário.

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

Foto: Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: Agência Brasília