Desjejum por R$ 0,50 em mais restaurantes comunitários

Unidades da Estrutural, São Sebastião e Ceilândia se juntam às do Paranoá, Brazlândia, Samambaia e Sol Nascente, que já oferecem esse serviço

6730

“Com a oferta do café da manhã nessas unidades, estamos ampliando a garantia da segurança alimentar da população do DF, em especial as pessoas mais vulneráveis” Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Desjejum acessível é com os restaurantes comunitários do DF. A partir do dia 29, o da Estrutural servirá café da manhã a R$ 0,50, medida que, em 1º e 2 de outubro, também contemplará, respectivamente, as unidades de São Sebastião e Ceilândia.

Assim, o Distrito Federal passa a ter sete restaurantes comunitários com maior oferta na venda das refeições a preços populares. Paranoá, Brazlândia, Samambaia e, mais recentemente, Sol Nascente foram os primeiros a aderir a esse serviço.

A secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, ressalta: “Agora, com a oferta do café da manhã nessas unidades, estamos ampliando a garantia da segurança alimentar da população do DF, em especial as pessoas mais vulneráveis. É o trabalhador tendo a certeza de que terá o seu pão e leite antes de iniciar o trabalho”.

No cardápio do café da manhã há sempre um carboidrato, como pão com margarina, bolo ou pão de queijo, além de uma bebida, geralmente café ou achocolatado, e uma fruta fresca.

Uma refeição vendida pelos restaurantes comunitários custa, em média, R$ 6,17 – mas, para o usuário, sai por apenas R$ 1, enquanto o Governo do Distrito Federal (GDF) complementa esse valor com R$ 5,17.

Adequação

Desta sexta-feira (24) a domingo (26), o Restaurante Comunitário da Estrutural estará fechado para iniciar a adaptação à oferta do café da manhã. A suspensão temporária no funcionamento se deve à necessidade de troca dos equipamentos e possíveis ajustes no espaço.

O DF conta com 14 restaurantes comunitários, que comercializam refeições adequadas e saudáveis a preços acessíveis. Só o do Sol Nascente serve uma média de 1,5 mil refeições diariamente. O serviço de café da manhã está disponível nas unidades da Estrutural, Sol Nascente, Paranoá e Samambaia das 7h às 8h30 e, na de Brazlândia, das 6h30 às 8h30.

Preparadas por funcionários das empresas contratadas, as refeições são planejadas e monitoradas por uma equipe técnica composta por nutricionistas servidores da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) para garantir a qualidade e o sabor da alimentação servida, evitando, assim, o desperdício de alimentos.

Documentário

Os restaurantes comunitários do DF são o pano de fundo do episódio 6 da série documental A Rua: do acolhimento à autonomia. Lançado nesta quinta-feira (23), o capítulo trata, principalmente, da gratuidade das refeições para população em situação de rua. A série mostra a realidade de personagens que, sem esse benefício, teriam dificuldades para se alimentar. O episódio, assim como os demais, está disponível no Instagram da Sedes.

Endereços dos restaurantes

Brazlândia: Quadra 36 – Área Especial nº 1 – Vila São José.

Ceilândia: QNM 1 – Bloco 01 – Lote 01 – Ceilândia Centro.

Estrutural: Quadra 14 – Área Especial – Vila Estrutural.

Gama: Setor Central – Área Especial – Complexo Esportivo do Gama – Estádio Bezerrão.

Itapoã: Quadra 61 – Área Especial, entre os conjuntos D/E – Condomínio Del Lago.

Paranoá: Quadra 2 – Lote A – Feira Livre – Área Especial.

Planaltina: Setor Recreativo e Cultural – Módulo Esportivo – Via WL 1.

Recando das Emas: Quadra 1 – Lote 1 – Centro Urbano.

Riacho Fundo II: Quadra 10 – Conjunto 1 – Lote 1.

Samambaia: ADE/S – Conjunto 15 – Lotes 1/2,  às margens da BR-060.

Santa Maria: Av. Alagados, Área Central. junto ao prédio da administração regional.

São Sebastião: Centro de Múltiplas Atividades – Lote 2, próximo à administração regional.

Sobradinho: AR 13 – Área Especial 8 – Quadra 3 – Setor Administrativo.
* Horário de funcionamento: de segunda-feira a sábado, das 11h às 14h. Pessoas em situação de rua atendidas pelo Serviço de Abordagem Social da Sedes têm acesso gratuito às refeições.

*Com informações da Secretaria de Desenvolvimento Social

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: Renato Raphael/Sedes