Mobilidade e lazer são focos de ações realizadas em Ceilândia

Calçadas, meios-fios, ciclovias, parques e praças foram recuperados e está sendo construída uma ciclovia de 20 km no Setor de Indústria da cidade

2451

A mobilidade e o lazer da população foram o foco das ações do programa GDF Presente na passagem por Ceilândia ao longo desta semana. A recuperação de calçadas, meios-fios, de praça e quadra poliesportiva nortearam os trabalhos das equipes.

Para os pedestres que passam diariamente na Via O4 e na Via NM3 foi construída uma calçada no cruzamento entre elas, um trabalho que teve apoio da Novacap. Já na QNN 9, foram colocados meios-fios. Nesta mesma quadra, o GDF Presente recuperou uma área de transbordo irregular.

“O ‘GDF Presente’ está sempre em ação em Ceilândia e todas essas obras são muito importantes para nossa cidade”Fernando Fernandes, administrador de Ceilândia

Ainda na questão de mobilidade, está sendo construída uma ciclovia de 20 quilômetros no Setor de Indústria, um trabalho feito com apoio da Secretaria de Obras e gerido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), dentro do projeto para urbanizar a área.

“Essas obras trazem mais tranquilidade e opção de lazer para os nossos moradores. O GDF Presente está sempre em ação em Ceilândia e todas essas obras foram muito importantes para nossa cidade”, destaca o administrador Fernando Fernandes.

Ponto importante do GDF Presente, o lazer também não ficou de fora. As equipes recuperaram praças e quadras poliesportivas na QNM 13, na EQNM 19/21 e na EQNO 13/15, onde um parquinho infantil também foi revitalizado.

“Todas essas obras são demandas da população, que faz contato direto com as administrações e o GDF Presente executa com os órgãos parceiros. Um trabalho constante pela zeladoria das cidades”, acrescenta o coordenador do Polo Oeste II do GDF Presente, Elton Walcacer

Nestas ações, as equipes do Renova DF colocaram a mão na massa com ajuda dos aprendizes do programa que qualifica profissionais em novas áreas de atuação, como jardinagem e construção civil.

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: GDF Presente