Cursos qualificam técnicos e artistas de bastidores

Projeto da Secec possibilitará a formação de profissionais para funções como produção de eventos, direção de arte e iluminação

3630

Por trás de um espetáculo, há um vasto número de profissionais que trabalham para que tudo ocorra conforme foi ensaiado. Pode ser um monólogo, com aquele único intérprete em cena, há sempre uma ficha técnica de dezenas de artistas e técnicos para sustentar a sua arte aparentemente solitária.

“Durante a execução da Lei Aldir Blanc, a Secec sentiu a força e a urgência de trazer os técnicos e artistas dos bastidores para dentro de suas políticas públicas”Bartolomeu Rodrigues, secretário de Cultura e Economia Criativa

É sobre essa cadeia de agentes culturais que, muitas vezes, segue invisível ao público que se inspira o projeto formativo Bastidores, um Termo de Fomento celebrado entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) e Organização da Sociedade Civil (OSC) Box Cia. da Arte.

O projeto tem aporte de R$ 130 mil e vai gerar 50 empregos diretos. A expectativa é de que 320 pessoas sejam capacitadas só nas atividades presenciais, que serão realizadas, a partir de terça-feira (3), na Praça Central do Conic. As inscrições para essa etapa foram preenchidas. Quem quiser participar ainda tem o modo on-line, cujas inscrições serão abertas em 16 de agosto, no site do projeto.

“Durante a execução da Lei Aldir Blanc, a Secec sentiu a força e a urgência de trazer os técnicos e artistas dos bastidores para dentro de suas políticas públicas. Neste ano, abrimos a possibilidade deles, pela primeira vez, pleitearem o Cadastro de Ente Agente Cultural (Ceac), que é a porta de entrada nos editais do Fundo de Apoio à Cultura”, destaca o secretário, Bartolomeu Rodrigues.

Formação continuada

O projeto Bastidores nasceu exatamente dessa urgência. Havia uma ausência de formação contínua voltada para esses agentes culturais. Os produtores, então, desenvolveram um projeto que trouxesse uma programação fixa de atividades de formação, qualificação e capacitação de profissionais da cultura e cadeia produtiva ligada à economia criativa.

R$ 130 milé o valor do aporte no projeto, que vai gerar 50 empregos diretos

São oito cursos que servirão para mapear essa operação de espaço para criar uma referência. Isso ajudará na construção dos cursos periódicos mais extensos e com maiores áreas de interesse. “Dessa forma, Brasília será a primeira unidade da federação a ter uma escola voltada especificamente para o público de agentes culturais”, conta Henrique Rocha Monteiro, produtor executivo do projeto.

Neste primeiro momento, o Bastidores vai oferecer alguns cursos e aulas com profissionais que têm experiência com os temas e que vêm a preencher o quadro de formação do mercado local: aspectos artísticos, de gestão e técnicos serão abordados.

Os conteúdos serão disponibilizados presencial e virtualmente, e os coordenadores do projeto darão suporte ao professor, com desenvolvimento pedagógico e coordenação editorial especializados. Além de proporcionarem material ao aluno.

“Estar a frente de um projeto de cultura e educação em um local acessível e democrático, como o Conic, é o que me inspira a entender que o Setor de Diversões Sul está finalmente cumprindo sua função social, como pensou Lúcio Costa. Acho que nós precisamos desmistificar esse espaço e desenvolvê-lo na cidade”, explica Carlos Eduardo Guimarães, diretor do projeto.

O engenheiro de som e professor no projeto Frangokaos tem a finalidade de ensinar aos alunos os processos do dia a dia e instruí-los a como colocar a mão na massa. “Quero formar outras pessoas por meio do meu conhecimento. Quero dizer aos brasilienses que é possível chegar a mais lugares. Nós temos capacidade de fazer tudo, não estamos atrás de outras capitais no que diz respeito à produção artística e sonora”, diz ele.

Bastidores tem ainda coprodução das empresas Latitude 15 e Hiperespaço e Crewza Produções, a capacitação conta com professores experientes nas disciplinas Sustentabilidade Ampliada, Suporte e Direção de Eventos, Iluminação de Palco Musical, Transmissões Online, Videomapping, Cenografia e Rodagem.

Programação

Sustentabilidade na produção de eventos
Masterclass com Patrícia Mazoni
Quando: terça-feira, 3/8/21, de 18h45 às 22h45.
Sinopse: A especialista em educação e gestão ambiental pela Universidade de Brasília (UnB) vai guiar os alunos para expandirem seus horizontes na sustentabilidade dentro da produção de grandes eventos.

Festivais de cinema – Da modelagem à produção
Masterclass com Henrique Rocha
Quando: quarta-feira, 4/8/21, 18h45 às 22h45
Sinopse – Atuante nos processos de planejamento, implementação e gestão de projetos culturais, desde 2009, o palestrante aborda e aprofunda de que forma são feitos o planejamento, a captação, o desenvolvimento e a execução do audiovisual no Brasil.

Direção de arte com alma
Masterclass com Andrey Hermuche
Quando: quinta-feira, 5/8/21, às 18h
Sinopse: O artista visual Andrey Hermuche desvenda os limites da criatividade de cada aluno, com aprofundamento nos valores estéticos e de amorosidade com o trabalho.

Oficina de roadie e áudio básico
Com Frangokaos
Quando: sábado, 14/8/21, das 14h às 18h e das 18h45 às 22h45; domingo, 15/8/21, das 14h às 18h e das 18h45 às 22h45
Sinopse: Frangokaos revela como é possível rodar o mundo como roadie (profissional responsável por acompanhar bandas e auxiliar o diretor de palco no gerenciamento de equipamentos), e como a elétrica dos instrumentos e das acomodações têm que conversar entre si para proporcionar um espetáculo seguro para músicos e público.

Oficina de iluminação de palco musical
Com Moisez Vasconcellos
Quando: Segunda-feira, 9/8/21, das 14h as 18h; quarta-feira, 11/8/21, das 14h as 18h; quinta-feira, 12/8/21, das 18h45 as 22h45; sexta-feira, 13/8/21, das 18h45 as 22h45.
Sinopse: O show é uma experiência multissensorial, ou seja, composta por imagem, som e sensações táteis. A iluminação dita o clima, a atenção do público, atua como efeito especial e sensibiliza o espetáculo.

Criação visual: vídeo mapping para shows
Com VJs Grazzi e Lê Pantoja
Quando: segunda-feira, 9/8/21, das 18h45 as 22h45; terça-feira, 10/8/21, das 18h45 as 22h45; quarta-feira, 11/8/21, das 18h45 às 22h45; quinta-feira, 12/8/21, das 18h45 às 22h45.
Sinopse: Um workshop voltado para as etapas de criação e videomapping. Os participantes conhecerão da teoria a finalização passando pelas especificações técnicas como softwares, hardwares e métodos de criação imagética utilizados pelos profissionais da área.

Projeto cenográfico para eventos
Com MH Cenografia
Com Breno Piuí
Quando: quinta-feira, 12/8/21, das 14h às 18h; quinta-feira, 12/8/21, das 18h45 às 22h45;
Sinopse: Ensinar a dar vida ao palco e criar uma ambientação que proporcione uma experiência visual convidativa e que aflore sensações únicas ao espectador é o objetivo desta oficina.

Oficina de transmissão on-line para eventos musicais
Quando: terça, 10/08/2021, das 14h às 18h; sexta, 13/08/2021, das 14h às 18h
Sinopse: Uma adaptação que foi necessária por causa da pandemia virou uma nova forma de fazer negócios. As vantagens são enormes e seu potencial para o futuro é gigantesco.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do DF

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: Reprodução Agência Brasília