Pequenos negócios turísticos terão acesso a vendas on-line

Acordo celebrado por meio de parceria vai beneficiar artesãos, MEIs e micro e pequenas empresas do DF

1193

“Vai ser uma alavanca não apenas para o artesanato, mas para todo o setor de turismo que tenha MEI e que esteja no Cadastur” Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

Um acordo de cooperação técnica firmado nesta semana pela Secretaria de Turismo (Setur) vai assegurar o acesso gratuito de artesãos e empreendedores de pequenos negócios a portais de vendas, capacitação e geolocalização on-line. A inclusão digital dos empreendedores turísticos é um dos principais objetivos da parceria assinada entre a Setur e a Confederação Nacional das Micro e Pequenas Empresas (Conampe).

“O turismo representa mais de 50 atividades econômicas, e hoje mais de 90% são micro e pequenas empresas em todos os setores”, explica a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça. “Com certeza, esse é mais um passo importante para os pequenos negócios ligados ao turismo. Esse acordo, que fechamos em menos de 20 dias, vai ser uma alavanca não apenas para o artesanato, mas para todo o setor de turismo que tenha MEI [Microempreendedor Individual] e que esteja no Cadastur [sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor turístico].”

Inclusão digital

“Nesse momento da pandemia em que o setor de turismo e o artesanato têm sido os mais afetados, é muito importante criarmos formas para auxiliar esses empreendedores a comercializarem seus produtos”Ercílio Santinoni, presidente da Conampe

Por meio do acordo, a Conampe se compromete a facilitar o acesso aos mercados nacional e internacional com a inserção dos empreendedores de turismo nas plataformas digitais Lojampe e da Intradebook. Com a exposição nos portais, artesãos, MEIs, microempresas e pequenas empresas ligadas ao turismo vão expor e comercializar seus produtos pela internet, gratuitamente.

Além disso, esses profissionais poderão participar da Escola de Marketing Digital e da Jornada de Exportação, bem como de outros eventos e atividades voltados a qualificar e motivar vendas on-line. O presidente da Conampe, Ercílio Santinoni, assinala que essas ferramentas vão ajudar os artesãos e os empreendedores locais diante da crise provocada pela covid-19.
“Nesse momento da pandemia em que o setor de turismo e o artesanato têm sido os mais afetados, é muito importante criarmos formas para auxiliar esses empreendedores a comercializarem seus produtos”, afirma.

Um portal exclusivo para os artesãos está em fase final de construção pela Conampe, com a oferta de geolocalização dos locais onde são comercializados seus produtos. Outros portais específicos estão sendo construídos oferecendo essa alternativa de geolocalização para MEIs e micro e pequenas empresas. Os primeiros artesãos incluídos na plataforma serão os 60 artistas que expõem seus trabalhos nas lojas Artesanato Brasília dos shoppings Pátio Brasil, no Plano Piloto, e Alameda, em Taguatinga.

Mobilização e qualificação

Artesãos, micro e pequenas empresas e MEIs do DF terão acesso às atividades do Programa Associativismo 4.0 para Acesso a Mercados que a Conampe está desenvolvendo em convênio com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O programa tem projetos e atividades nas áreas de vendas pela internet (acesso a mercados), comércio internacional, atendimento aos MEIs e desenvolvimento de líderes.

O acesso às plataformas digitais de localização, divulgação e vendas on-line será realizado com atividades simultâneas de formação e qualificação, na Escola de Marketing Digital, no EAD Conampe.  Semanalmente, haverá eventos on-line e, quando possível, presenciais. “Queremos capacitar os artesãos e empreendedores para saberem vender no mercado virtual antes de aprenderem a montar a sua loja on-line”, pontua o professor e executivo de varejo João Neto, um dos especialistas dos cursos de capacitação da Conampe e coordenador de inclusão digital da entidade.

Fortalecer o associativismo também será uma das prioridades do acordo de cooperação, ao lado da assessoria em atendimento, atividades e eventos voltados aos pequenos negócios. Além da qualificação dos empresários e artesãos, do apoio ao seu processo de formalização e desenvolvimento empresarial, a cooperação tem o objetivo bem definido de motivar o acesso a novos mercados e às vendas on-line.

A Conampe também prestará atendimento a todos que querem se formalizar – a começar pelos MEIs. Além da orientação para os interessados em obter seu CNPJ, os MEIs podem ser atendidos pelo e-mail contato@conampe.org.bre pelo WhatsApp (41) 99789-8127.No Distrito Federal, será oferecido atendimento presencial em locais a serem definidos pela Conampe e pela Setur.

*Com informações da Secretaria de Turismo

Por Agência Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto: Divulgação/Setur