Comerciante que anunciou ‘churrasco grátis para quem matar Doria’ é preso

3240

Pena para esse tipo de crime é de 3 a 6 meses de detenção ou multa.

Um comerciante, de 40 anos, foi preso nessa quinta-feira (04/02/21), após anunciar “um ano de churrasco grátis para quem matar o João Doria Jr.” O anúncio foi colocado em frente à churrascaria que ele administra, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo.

O dono da churrascaria La Casa de Parrilla foi conduzido ao 96º Distrito Policial, no Itaim Bibi, onde foi registrado um termo circunstanciado por incitação ao crime.

A pena para esse tipo de crime é de 3 a 6 meses de detenção ou multa. Por ser considerado de um crime de pequeno potencial ofensivo, o acusado poderá optar por uma pena alternativa, como prestação de serviços comunitários.

As críticas ao governador têm sido frequentes e, muitas vezes, incluem ofensas e ameaças. Isso decorre das medidas mais restritivas impostas aos donos de restaurantes e bares do estado, em decorrência da pandemia. Desde o dia 22 de janeiro, o governo estadual decretou o fechamento de todo o comércio aos finais de semana.

No entanto, o governo suspendeu a medida na última quarta-feira, 3, e voltou a permitir o funcionamento de restaurantes aos sábados e domingos, desde que respeitadas as normas sanitárias.

Por Redação do Jornal de Brasília com informações de Sandra Barreto da Gazeta do DF

Foto Reprodução