Reconstrução de poços de visita facilita manutenção da drenagem do Guará

Ação da Novacap consiste em trocar laje da estrutura de acesso à rede para facilitar manutenção e desobstrução das galerias

0
839

A Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) está trabalhando na reconstrução de caixas de passagem do sistema de drenagem pluvial do Guará. A ação consiste em transformar estruturas popularmente chamadas de caixas cegas, ou seja, que não têm área de acesso para manutenção, em poços de visita (PVs). As equipes já executaram o serviço em três pontos da cidade.

As caixas cegas prejudicam o escoamento do volume pluvial, uma vez que, por serem fechadas, não permitem a entrada de servidores para manutenção. Segundo o chefe da Divisão de Manutenção de Drenagens de Águas Pluviais da Novacap, Edivaldo Oliveira do Amaral, o objetivo, então, é abrir o máximo de caixas possível, transformando-as em poços de visita, para desobstruir e limpar o sistema de drenagem com maior facilidade. Essas estruturas, aponta, costumam estar embaixo de árvores, áreas verdes e até da massa asfáltica.

“Basta ter uma caixa cega para que todo o trecho do sistema fique comprometido, porque não conseguimos acessá-lo, e, com isso, a manutenção fica prejudicada”, explica o gestor. “Transformadas em poços de visita, que são as estruturas ideais, temos as condições adequadas para manter o sistema em funcionamento.”

Escoamento

A reconstrução consiste na escavação da área em que a caixa está localizada, com apoio de uma retroescavadeira, e a troca da laje. Os servidores retiram a peça existente e instalam uma apropriada, que permitirá futuras manutenções. O trabalho teve início no dia 10 deste mês.

O administrador regional do Guará, Artur Nogueira, lembra que diariamente é feita a limpeza e a desobstrução das bocas de lobo, além de outros serviços que permitem o escoamento adequado do volume pluvial. 

“Essa obra já era aguardada havia muitos anos na região, que sofria com vários pontos de alagamentos”, relata. “A comunidade guaraense agradece o cuidado diário com a nossa cidade. Seguimos, juntos, em busca de um Guará cada vez melhor.”

Moradora do Guará, a analista de tecnologia da informação Leila Carvalho, 35, lembra que já vivenciou diversas situações de alagamento e problemas relacionados à drenagem. “Ainda bem que agora as equipes estão atuando aqui”, afirma. “Tomara que esse problema seja resolvido ou minimizado, porque era bem difícil”.

Participe!

A população pode solicitar ações relacionadas à infraestrutura das cidades no site da Ouvidoria, pelo número 162 ou diretamente nas administrações regionais. Os canais também estão abertos para elogios e críticas.

Por Catarina Loiola da Agência Brasília 

Foto: Divulgação/Novacap / Reprodução Agência Brasília