DF terá 16 locais de vacinação para crianças de 10 e 11 anos no sábado

Além de aplicar imunização contra a dengue, equipes vão atualizar as cadernetas de vacinação, com imunizantes contra HPV, meningite e tétano, entre outras doenças

0
21

Primeiro público contemplado com a vacinação contra a dengue no Brasil, as crianças de 10 e 11 anos poderão ser vacinadas em 16 locais de atendimento no Distrito Federal neste sábado (17). Todos vão abrir às 8h e aplicar as vacinas até as 17h. A lista completa com os endereços está disponível no site da Secretaria de Saúde.

A orientação é para os pais ou responsáveis levarem as crianças com documento de identificação e caderneta de vacinação. Crianças com sintomas de dengue ou que tenham tido a doença devem aguardar seis meses para iniciar o esquema vacinal, composto por duas doses com intervalo de 90 dias. Mais orientações podem ser obtidas diretamente com as equipes das unidades básicas de saúde (UBSs).

“Nossa missão é imunizar o maior número possível de crianças de 10 e 11 anos”, afirma a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio. O DF recebeu do Ministério da Saúde um lote de 71.708 doses da vacina contra a dengue no dia 8 de fevereiro e manteve o serviço de vacinação ao longo de todo o feriado de Carnaval. Até esta quinta-feira (15), quando a campanha de vacinação completou uma semana, foram atendidas 15.675 crianças.

Não haverá vacinação no domingo (18). Na segunda-feira (19), as salas de vacinação em todo o Distrito Federal voltam ao atendimento normal, incluindo as mais de 60 unidades onde é possível receber os imunizantes contra a dengue.

Outras vacinas

As equipes das unidades básicas de saúde vão aproveitar a ida das crianças de 10 e 11 anos para atualizar todos os esquemas vacinais que estiverem em atraso, conforme a orientação da equipe de saúde.

Para essa faixa etária, são previstas doses contra HPV, hepatite B, difteria e tétano (vacina dT) e meningite (meningocócica ACWY), além da covid-19. Não há restrição em receber outras vacinas juntamente com a imunização contra a dengue, desde que não sejam das que contenham vírus atenuados, como é o caso da aplicada contra a febre amarela.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Por Agência Brasília

Foto: Ualisson Noronha/Agência Saúde-DF / Reprodução Agência Brasília